domingo, 23 de agosto de 2009

Friar Park: A mansão de George Harrison.


George Harrison comprou em 1970 uma mansão perto de Henley-On-Thames, cidade de Oxfordshire, na Inglaterra. Antes de George, Sir Frank Crisp, primeiro proprietário da mansão, viveu lá de 1895 a 1919. Depois disso, a mansão foi comprada pela Igreja Católica Romana, que fez uma escola Católica em Henley. George a comprou no dia 14 de Janeiro de 1970 e viveu lá até o fim de sua vida, ou seja, até 29 de Novembro de 2001. A mansão serviu de cenário para a capa do álbum "All Things Must Pass", de 1970. Além da capa, todos os discos de George eram gravados lá, já que ele havia construído um estúdio na suíte de convidados, que, por uma época, chegou a ser superior ao o estúdio de Abbey Road. Nos discos de George pode-se ver a sigla F.P.S.H.O.T, que significa Friar Park Studio, Henley-On-Thames, o nome que ele deu ao estúdio. Além disso, dois clipes do ex-beatle foram gravados na mansão: "True Love" e o de uma música sobre a própria mansão, "Crackerbox Palace", que era um apelido que ele deu para a mesma. No fim do clipe pode-se ver a mansão em uma vista superior, como na foto acima.

Capa do disco "All Things Must Pass", de 1970.

A foto da capa acima foi tirada em um dos muitos jardins da mansão, feitos por Sir Frank Crisp. George adorava andar pelos jardins e pelas cavernas de Friar Park. A mansão foi aberta ao público até o dia em que John Lennon foi assassinado, em 8 de Dezembro de 1980, quando foi trancada e foram contratados seguranças para fazer vigilância. Mesmo com isso feito, no dia 30 de Dezembro de 1999, um intruso invadiu a mansão e atacou George e sua esposa, Olivia.


Fotos de George na mansão.

A mansão também serviu de cenário para a reunião dos três Beatles remanescentes em 1994. Os extras que aparecem no último DVD da série "Anthology", foram gravados lá. George, Ringo e Paul ficam conversando nos jardins da mansão e fazem uma "jam session" no famoso estúdio.



George, Ringo e Paul chegando em Friar Park para gravar as cenas do Anthology.

Ballad of Sir Frank Crisp (Let It Roll)

Esse é o título de uma das canções do disco "All Things Must Pass". George fez a canção em homenagem ao primeiro proprietário de Friar Park, que foi um advogado inglês e microscopísta. Sir Frank Crisp viveu na mansão por 26 anos e foi responsável pelos jardins famosos de Friar Park. Acredita-se que a arquitetura de Friar Park tenha um dedo de Sir Crisp, adaptada pelo arquiteto M. Clarke Edwards.



Sir Frank Crisp desenhado por Leslie Ward.

Friar Park ao longo dos anos:


Clipes gravados na mansão:

True Love:


Crackerbox Palace:


Here Comes Emmerson Fittipaldi:


Vídeo gravado diretamente de Friar Park para a televisão brasileira, nos anos 90, onde George homenageia o amigo Emmerson Fittipaldi.

Um comentário:

  1. e hoje, quem mora lá? Após a morte dele, Olvia e Dhani se mudaram ou continuam morando lá?

    ResponderExcluir